6.2.09

 imagem da Internet

 

Li em algum lado, não me lembro onde, que todos os bloggers são inevitavelmente e invariavelmente pessoas infelizes.

Tem a sua lógica.
Não conheço pessoalmente nenhum blogger com presença assídua na blogosfera, portanto não posso pronunciar-me com conhecimento de causa.
Mas tenho o meu exemplo.
Devo dizer que não sou infeliz nem solitária. Mas que percebo a perspectiva de quem o disse.
Quem escreve para si mesmo, quem se refugia na Internet, tem aquilo a que eu gosto de chamar “a bolha do Actimel” – e que outros chamam de “mundo da Lua” e, que é nada mais do que uma extensão própria e pessoal do Mundo. Aquele espaço, entre nós e os outros, que se acentua mais, por necessidade muitas vezes, por vontade, noutras, por acaso e involuntariamente na maioria das vezes.
No meu caso é isto tudo somado a alguma insegurança.
E sou muitas vezes mal interpretada. Tão depressa estou a participar animadamente da conversa como segundos depois já estou completamente alheada, nessa extensão minha, puxada por algo mais forte. Algo muito mais forte. Nesse instante, o Mundo fora da “bolha” deixa de existir.
Não sei se estou certa. Mas eu acho que esta é a característica da maioria dos bloggers – “a bolha do Actimel”. São pessoas introspectivas, críticas, com vida social, sim, mas, com uma vida “pessoal/própria” muito intensa. E os posts nascem disto, daquele espaço entre nós e o Mundo.
É talvez, sim, uma "infelicidade virtual".
Mas não quero falar por ninguém.
Qual é a vossa opinião?
linkPor AngKorVat, às 12:02  manifestar-se

De Beatriz a 7 de Fevereiro de 2009 às 22:01
Discordo. Eu sou uma blogger e sou feliz, muito feliz mesmo. Eu não escrevo para me refugiar na "bolha de actimel" eu escrevo precisamente para mostrar e partilhar esta minha felicidade com os outros.
Também tenho uma paixão pela escrita, mas não escrevo como refugio, é verdade que entro noutro mundo de cada vez que pego num lápis, mas esse mundo não se torna infeliz, afinal, é o meu imaginário e o imaginário de uma pessoa feliz, não pode ser infeliz.
Para mim a escrita é uma forma de trocar pensamentos, ideais, e, assim como me interessam muitos dos posts que leio, espero que também os meus posts possam interessar aos outros bloggers. No fundo acho que a escrita faz parte da cultura, como tal não escrevo num blog para "desabafar" comigo mesma, escrevo para partilhar as minhas ideias e pensamentos. E não me incluo nesse grupo de bloggers "inevitavelmente e invariavelmente" infelizes.
Talvez porque sou adolescente (14 anos) a minha forma de pensar seja demasiado absurda ou inconsciente, mas acho que não.

Não estou a criticar ninguém, nem nehuma opinião, apenas estou a dar a minha. Respeito todas as outras, até porque se não houvesse opiniões diferentes, não fazia sentido expô-las.

De AngKorVat a 8 de Fevereiro de 2009 às 16:18
Claro que sim, ainda bem que temos todos motivações diferentes. E no fundo o que acaba por contar é o resultado final. O que interessa é escrever, seja porque motivo for ;)
Beijinho.
Obrigado pela visita.

 
Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19
20
21

22
24
26
28


algumas imagens inseridas neste blog foram retiradas da internet. elimino-as a pedido do autor.
blogs SAPO