14.2.08

O Amor anda pelas ruas da amargura... rôto, sofrido, incompreendido e muitas vezes deixado ao abandono...

Não digo isto por achar que já não se ama como dantes - com a impulsividade do desejo refriada pela distância moralmente imposta.

Ainda há distância... Os namoros à janela de casa foram substituidos por paixões à janela da web. 

Isto é mesmo assim... mas o amor já teve melhores dias por outras, diversas, razões.

 

Hoje, é muito fácil detestar, odiar, maldizer, ... É muito fácil virar as costas sem sentir remorsos e mais fácil, ainda, recomeçar...

E não falo apenas de relações amorosas - Amor é entre amigos, pais e filhos, maridos e mulheres, mesmo conhecidos, ... o sr. simpático do café, a srª da mercearia, aquela amiga que teve um dia mau... É fácil culpar a falta de tempo... pela falta de amor. Mas de quanto tempo precisamos para mostrar um sorriso em vez de uma expressão fechada?...

 

 

Hoje é dia de S.Valentim... Pois é...

Apercebi-me pelo corredor da florista no hipermercado... As prateleiras dos bombons quase vazias, as promoções em perfumes e lingeries...

 

 

Hummm!!!! Aí está a face comercial do Cupido...a flechar toda a gente!

 

Sabe bem... receber surpresas, não digo que não....

Mas porquê neste dia tão imposto???

 

 

Sim, eu também comemorei... mas ontem ;) e todos os dias do ano... mas HOJE NÃO!!!

Amorzinho...desculpa!!!

Hoje ficamos em casa porque lá fora vive-se o amor como não se vive no resto do ano!!!

 

 

sinto-me: irritada
música: Foundations - Kate Nash
linkPor AngKorVat, às 23:51  manifestar-se

 
Fevereiro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16

19
20
22
23

24
26
27
28
29


algumas imagens inseridas neste blog foram retiradas da internet. elimino-as a pedido do autor.
blogs SAPO