7.5.08

 

Quando estou só e, me vêm à memória, momentos felizes, em que o tempo deixa de contar - sinto-me realizada.

Não preciso de mais nada, porque esses instantes de solidão estão repletos de lembranças - estão cheios de gente e de coisas que me fazem acreditar que a felicidade, não só, existe; como depende da forma como apreciamos esses momentos.

 

 

Outras vezes estou só e não penso. (NR: muito ao estilo de Alberto Caeiro)

A minha cabeça é um vazio - aprecio o silêncio e o nada.

Estou sedenta de novidade, mas continuo feliz.

(NR: bem, isto está quase a roçar o plágio)

 

Apreciar, diga-se, não está nos olhos - mas no coração.

 

____________

 

Notas de Redacção:(postadas depois da publicação) : por uns tempos acho que vou continuar assim... melancólica - mas é só uma fase)

 

sinto-me:
música: silêncio
linkPor AngKorVat, às 15:51  manifestar-se

 
Maio 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
28
29
30
31


algumas imagens inseridas neste blog foram retiradas da internet. elimino-as a pedido do autor.
blogs SAPO